domingo, 28 de agosto de 2011

POESIA SETE LAGOAS: Sombras da Noite

POESIA SETE LAGOAS: Sombras da Noite: No meio da noite Sombras flutuam Lépidas, insinuantes Em cada canto escuro Em cada corredor vazio. Estarei sonhando? Estranha impressão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Féretro do Poeta

 Becos e ruas Esquinas e ruelas, Trevos e praças, Façam-se avenidas! Alarguem-se, Que ali vem a tristeza. Ermidas e i...