domingo, 20 de maio de 2012

Decifra-me Ou Te Devoro




Insisto mesmo sem razão ou certeza
Guerra provoco quando chego de estalo
Não tenho respeito pelo saber e conhecimento
Olho para o mundo e não vejo nada... Nada
Rio e caçôo dos sábios e dos tolos
Ainda que me provem o contrário eu não me abalo
Não sei de nada e nem quero saber
Creio sempre que nada faço ou digo de errado
Isto tudo que eu disse acima, afirmo e confirmo
Agora descubra quem sou ou contigo me caso


                          João Drummond

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Féretro do Poeta

 Becos e ruas Esquinas e ruelas, Trevos e praças, Façam-se avenidas! Alarguem-se, Que ali vem a tristeza. Ermidas e i...